quarta-feira, 21 de abril de 2010

Sou o meio

Sou entre flor e nuvem,estrela e mar.
Por quehavemos de ser unicamentehumanos,
limitados em chorar?
Não encontro caminhos fáceisde andar.
Meu rosto vário
desorienta as firmes pedras
que não sabem de água e de ar.

Cecília Meireles

2 comentários:

  1. Ahhh Cecilia, tudo de bom os escritos dela né?
    Um grande abraço Fran!!

    ResponderExcluir